Murucututu de Barriga Amarela

Alma de Gato

Andorinha Pequena de Casa

Anu Branco

Anu Preto

Araçari Banana

Araçari Poca

Araponga

Ariramba de cauda ruiva

Bacurau

Barranqueiro de Olho Branco

Beija Flor Cinza

Beija Flor Preto

Beija Flor Rajado

Beija Flor Rubi

Beija Flor Tesoura

Benedito de Testa Amarela

Bico de Pimenta

Bico Virado Carijó

Bico Virado Miúdo

Borboletinha do Mato

Borralhara

Caburé

Choca Listrada

Choquinha Chumbo

Choquinha Lisa

Choquinha Pequena

Coruja Buraqueira

Coruja do Mato

Cuiú Cuiú

Entufado

Ferro Velho

Formigueiro Assobiador

Formigueiro da Serra

Galinha do Mato

Gaturamo Verdadeiro

Gavião Caboclo

Gavião Caracoleiro

Gavião Carijó

Gavião Miúdo

Gavião Pato

Gavião Pega Macaco

Gibão de Couro

Guaracava de barriga amarela

João Botina da Mata

João Porca

Juriti Pupu

Limpa Folha Miúdo

Macuru de Barriga Castanha

Mãe da Lua

Maitaca Verde

Murucututu de Barriga Amarela

Papa Moscas Estrela

Papa Taoca do Sul

Pariri

Periquito Rico

Pica Pau Amarelo

Pica Pau Bufador

Pica Pau de Banda Branca

Pica Pau de Cabeça Amarela

Pica Pau Verde Barrado

Pinto do Mato

Pitiguari

Sabiá Cica

Saí Andorinha

Saí Verde

Saíra Ferrugem

Saíra sete cores

Saíra Viúva

Sanhaçu de Encontro Amarelo

Saracura do Mato

Savacu

Socó Boi Escuro

Surucua de Peito Amarelo

Tangará

Tapaculo Pintado

Tiê de Bando

Tiê de Topete

Tiê Preto

Tiê Sangue

Tietinga

Topetinho Vermelho

Tovaca Campainha

Tovacuçu

Trepadorzinho

Trinca Ferro

Trovoada

Tucano de Bico Preto

Tucano de Bico Verde

Tuim

Urubu de Cabeça Amarela

Urubu de Cabeça Vermelha

Urubu Rei

Urutau ferrugem

Vira Folha

Viuvinha

Murucututu de Barriga Amarela

Alma de Gato

Andorinha Pequena de Casa

Anu Branco

Anu Preto

Araçari Banana

Araçari Poca

Araponga

Ariramba de cauda ruiva

Bacurau

Barranqueiro de Olho Branco

Beija Flor Cinza

Beija Flor Preto

Beija Flor Rajado

Beija Flor Rubi

Beija Flor Tesoura

Benedito de Testa Amarela

Bico de Pimenta

Bico Virado Carijó

Bico Virado Miúdo

Borboletinha do Mato

Borralhara

Caburé

Choca Listrada

Choquinha Chumbo

Choquinha Lisa

Choquinha Pequena

Coruja Buraqueira

Coruja do Mato

Cuiú Cuiú

Entufado

Ferro Velho

Formigueiro Assobiador

Formigueiro da Serra

Galinha do Mato

Gaturamo Verdadeiro

Gavião Caboclo

Gavião Caracoleiro

Gavião Carijó

Gavião Miúdo

Gavião Pato

Gavião Pega Macaco

Gibão de Couro

Guaracava de barriga amarela

João Botina da Mata

João Porca

Juriti Pupu

Limpa Folha Miúdo

Macuru de Barriga Castanha

Mãe da Lua

Maitaca Verde

Murucututu de Barriga Amarela

Papa Moscas Estrela

Papa Taoca do Sul

Pariri

Periquito Rico

Pica Pau Amarelo

Pica Pau Bufador

Pica Pau de Banda Branca

Pica Pau de Cabeça Amarela

Pica Pau Verde Barrado

Pinto do Mato

Pitiguari

Sabiá Cica

Saí Andorinha

Saí Verde

Saíra Ferrugem

Saíra sete cores

Saíra Viúva

Sanhaçu de Encontro Amarelo

Saracura do Mato

Savacu

Socó Boi Escuro

Surucua de Peito Amarelo

Tangará

Tapaculo Pintado

Tiê de Bando

Tiê de Topete

Tiê Preto

Tiê Sangue

Tietinga

Topetinho Vermelho

Tovaca Campainha

Tovacuçu

Trepadorzinho

Trinca Ferro

Trovoada

Tucano de Bico Preto

Tucano de Bico Verde

Tuim

Urubu de Cabeça Amarela

Urubu de Cabeça Vermelha

Urubu Rei

Urutau ferrugem

Vira Folha

Viuvinha

Tawny-browed Owl

Pulsatrix koeniswaldiana (Bertoni & Bertoni, 1901)

Endêmica :

da Mata Atlântica

TAMANHO :

37 a 54 cm

Ave migratória :

Não

Mais visto :

O ano Todo

Vocalização

Play-Button-Green-W

Alimenta-se de :

Aves

Mamíferos

Répteis

Wiki Aves

LOGO-WIKI

Foto: Luís da Mata

# ECO Sítio Paraty

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Habitos:

Espécie florestal, estritamente noturna, embora eventualmente seja vista caçando ao final da tarde, habita o interior de florestas úmidas primárias ou secundárias e suas bordas, podendo inclusive se aventurar em clareiras e outras áreas com árvores esparsas. Em alguns locais é sintópica com o murucututu (Pulsatrix perspicillata), do qual difere principalmente pela cor dos olhos, escuros. Parte de um poleiro para capturar as presas na vegetação ou no chão. Vocaliza a qualquer hora da noite. Habitualmente passa o dia empoleirada, solitária ou em casais, abaixo do dossel da mata. Pode também ser encontrada de dia em meio a touceiras de bambu, em galhos de embaúba ou em folhas de palmiteiro, geralmente perto de cursos de água. É relativamente fiel aos poleiros de descanso diurno.

Alimentação:

Caça somente durante a noite, procurando por insetos grandes, aranhas, répteis, anfíbios, aves dormindo e especialmente roedores e outros mamíferos de pequeno e médio porte.

CARACTERÍSTICAS:

O murucututu-de-barriga-amarela é uma ave strigiforme da família Strigidae. Também conhecida como corujão-mateiro e murucututu-pequeno.
Mede em torno de 37 a 51,4 cm (macho) e de 39 a 54,4 cm (fêmea). Pesa de 405 a 562 g (macho) e de 331 a 670 g (fêmea). Apresenta um disco facial castanho, sobrancelhas brancas ao redor do bico. Dorso castanho escuro e cauda com faixas transversais brancas. Tem um colar largo da mesma cor e o ventre é de cor amarelada (dando origem a seu nome comum). As penas brancas do loro e da estria malar se unem ao supercílio formando um “X” na face. Olhos castanho-escuros. Tarsos emplumados. Macho e fêmea não possuem diferenças na plumagem. Voz: Sequencia de 9 a 14 graves “ bu-bu-buu-buu…”, com modulação de frequencia e amplitude, acelerando no início e desacelerando no final. O casal canta em dueto, destacando-se a voz mais aguda e aparentemente mais forte da fêmea.

+ Registros no Brasil

Fotografia: Luis da Mata

- COMENTE - PARTICIPE -

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *