Araçari Poca

Abre-asa de Cabeça Cinza

Alma de Gato

Anambé Branco de Rabo Preto

Andorinha Pequena de Casa

Anu Branco

Anu Preto

Araçari Banana

Araçari Poca

Arapaçu de Bico Torto

Arapaçu Escamado

Araponga

Araponga do Horto

Ariramba de cauda ruiva

Assanhadinho

Bacurau

Barranqueiro de Olho Branco

Beija Flor Cinza

Beija Flor Preto

Beija Flor Rajado

Beija Flor Rubi

Beija Flor Tesoura

Benedito de Testa Amarela

Bico Assovelado

Bico de Pimenta

Bico Virado Carijó

Bico Virado Miúdo

Borboletinha do Mato

Borralhara

Caburé

Capitão de Saíra

Catirumbava

Choca Listrada

Choquinha Chumbo

Choquinha de Dorso Vermelho

Choquinha Lisa

Choquinha Pequena

Coruja Buraqueira

Coruja do Mato

Cuiú Cuiú

Entufado

Ferro Velho

Formigueiro Assobiador

Formigueiro da Serra

Galinha do Mato

Gaturamo Verdadeiro

Gavião Caboclo

Gavião Caracoleiro

Gavião Carijó

Gavião Miúdo

Gavião Pato

Gavião Pega Macaco

Gibão de Couro

Guaracava de barriga amarela

Japu

João Botina da Mata

João Porca

Juriti Pupu

Juruva

Limpa Folha Miúdo

Macuru de Barriga Castanha

Mãe da Lua

Maitaca Verde

Maria Leque do Sudeste

Murucututu de Barriga Amarela

Papa Moscas Cinzento

Papa Moscas Estrela

Papa Taoca do Sul

Pariri

Periquito Rico

Pica Pau Amarelo

Pica Pau Bufador

Pica Pau de Banda Branca

Pica Pau de Cabeça Amarela

Pica-Pau Rei

Pica-pau Verde Barrado

Pintadinho

Pinto do Mato

Pitiguari

Sabiá Cica

Saí Andorinha

Saí Verde

Saíra Amarela

Saíra Ferrugem

Saíra Militar

Saíra sete cores

Saíra Viúva

Sanhaçu de Encontro Amarelo

Sanhaçu de Encontro Azul

Saracura do Mato

Savacu

Socó Boi Escuro

Surucua de Peito Amarelo

Tangará

Tapaculo Pintado

Tesourinha da Mata

Tiê de Bando

Tiê de Topete

Tiê Preto

Tiê Sangue

Tietinga

Tiriba de Testa Vermelha

Topetinho Vermelho

Tovaca Campainha

Tovaca Cantadora

Tovacuçu

Trepador Sobrancelha

Trepadorzinho

Trinca Ferro

Trovoada

Tucano de Bico Preto

Tucano de Bico Verde

Tuim

Urubu de Cabeça Amarela

Urubu de Cabeça Vermelha

Urubu Rei

Urutau ferrugem

Vira Folha

Viuvinha

Araçari Poca

Abre-asa de Cabeça Cinza

Alma de Gato

Anambé Branco de Rabo Preto

Andorinha Pequena de Casa

Anu Branco

Anu Preto

Araçari Banana

Araçari Poca

Arapaçu de Bico Torto

Arapaçu Escamado

Araponga

Araponga do Horto

Ariramba de cauda ruiva

Assanhadinho

Bacurau

Barranqueiro de Olho Branco

Beija Flor Cinza

Beija Flor Preto

Beija Flor Rajado

Beija Flor Rubi

Beija Flor Tesoura

Benedito de Testa Amarela

Bico Assovelado

Bico de Pimenta

Bico Virado Carijó

Bico Virado Miúdo

Borboletinha do Mato

Borralhara

Caburé

Capitão de Saíra

Catirumbava

Choca Listrada

Choquinha Chumbo

Choquinha de Dorso Vermelho

Choquinha Lisa

Choquinha Pequena

Coruja Buraqueira

Coruja do Mato

Cuiú Cuiú

Entufado

Ferro Velho

Formigueiro Assobiador

Formigueiro da Serra

Galinha do Mato

Gaturamo Verdadeiro

Gavião Caboclo

Gavião Caracoleiro

Gavião Carijó

Gavião Miúdo

Gavião Pato

Gavião Pega Macaco

Gibão de Couro

Guaracava de barriga amarela

Japu

João Botina da Mata

João Porca

Juriti Pupu

Juruva

Limpa Folha Miúdo

Macuru de Barriga Castanha

Mãe da Lua

Maitaca Verde

Maria Leque do Sudeste

Murucututu de Barriga Amarela

Papa Moscas Cinzento

Papa Moscas Estrela

Papa Taoca do Sul

Pariri

Periquito Rico

Pica Pau Amarelo

Pica Pau Bufador

Pica Pau de Banda Branca

Pica Pau de Cabeça Amarela

Pica-Pau Rei

Pica-pau Verde Barrado

Pintadinho

Pinto do Mato

Pitiguari

Sabiá Cica

Saí Andorinha

Saí Verde

Saíra Amarela

Saíra Ferrugem

Saíra Militar

Saíra sete cores

Saíra Viúva

Sanhaçu de Encontro Amarelo

Sanhaçu de Encontro Azul

Saracura do Mato

Savacu

Socó Boi Escuro

Surucua de Peito Amarelo

Tangará

Tapaculo Pintado

Tesourinha da Mata

Tiê de Bando

Tiê de Topete

Tiê Preto

Tiê Sangue

Tietinga

Tiriba de Testa Vermelha

Topetinho Vermelho

Tovaca Campainha

Tovaca Cantadora

Tovacuçu

Trepador Sobrancelha

Trepadorzinho

Trinca Ferro

Trovoada

Tucano de Bico Preto

Tucano de Bico Verde

Tuim

Urubu de Cabeça Amarela

Urubu de Cabeça Vermelha

Urubu Rei

Urutau ferrugem

Vira Folha

Viuvinha

Spot-billed Toucanet

Selenidera maculirostris (Lichtenstein, 1823)

Endêmica :

da Mata Atlântica

TAMANHO :

33 cm

Ave migratória :

Não

Mais visto :

O ano Todo

Alimenta-se de :

Filhotes

Frutas

Insetos

Wiki Aves

LOGO-WIKI

Foto: Luís da Mata

# ECO Sítio Paraty

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Habitos:

Espécie florestal, típica de Mata Atlântica, de montanhas e encostas. Vive nas matas de galeria secundária e matas mesófilas residuais de grande porte. Habita estratos de copa, médio e baixo, de florestas úmidas, em seu interior e nas bordas. Pode viver em pares, em pequenos grupos de 4 a 8 indivíduos, ou até mesmo ser solitário. Realiza migrações regionais seguindo o período de frutificação de algumas plantas – e pode seguir bandos mistos de aves. Durante a frutificação do palmito (Euterpe edulis), seu alimento favorito, pode-se observar grupos de Selenidera maculirostris nas proximidades dessa palmeira. Como os demais araçaris, vários indivíduos costumam dormir juntos em um mesmo buraco de árvore. Quando o araçari canta, o som que ele emite é muito engraçado, algo como “kulik-kulik-kulik”, sempre pela madrugada ou à tarde.

Alimentação:

Alimenta-se principalmente de frutos, como os da embaúba, coquinhos de palmeiras, goiaba e figo. Cospe os caroços, sendo importante agente dispersor de sementes pelas florestas, ajudando na recuperação de áreas alteradas. Come também brotos e insetos. Alimenta-se também de filhotes de outras aves.

CARACTERÍSTICAS:

O araçari-poca é ave piciforme da família Ramphastidae. Conhecido também como araçari-do-bico-pintalgado, araçari-boi, araçari-tirador-de-leite (Minas Gerais), saripoca-de-bico-riscado, araçaripoca-de-bico-riscado e sari-poca. Gente que frequenta ou mora na mata costuma dizer que, quando os araçaris estão vocalizando, é sinal de que o tempo vai virar.
Mede cerca de 33 cm de comprimento e pesa por volta de 170 g. O macho apresenta cabeça, garganta e peito pretos, os quais são marrons na fêmea. Tem de três a cinco riscos transversais no bico, que variam de formato de indivíduo para indivíduo. Tem um tufo de penas pós-oculares de cor amarelo-ouro. Possui uma grande mancha escura na íris, anterior e posterior à pupila, comum ao gênero Selenidera. Vocalização:Esta ave vocaliza ao alvorecer ou durante a madrugada. Produz uma série de coaxos baixos e guturais, bastante típicos da espécie> “gra” ou “ap”, também “o-gô…o-gô…o-gô”. Quando briga emite um “gueee”. Durante o canto, movimenta a cabeça para cima e para baixo. Às vezes emite um chamado agudo: “grrrée”.

+ Registros no Brasil

- COMENTE - PARTICIPE -

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima